Sábado, 17 de Fevereiro de 2007
Entrevista imaginária nº 2- Lista de perguntas e possíveis soluções
Entrevistador: Como caracteriza a sua escrita?

Sophia

a) Acho que a minha forma de escrever está bastante relacionada com o período da minha vida. Por exemplo, quando tive filhos comecei a escrever contos infantis e poesia para crianças. Costuma-se dizer que somos o conjunto das circunstâncias que nos rodeiam. Acho que isso é muito verdadeiro pois, quando estamos apaixonados, aborrecidos ou alegres, a nossa maneira de ser é uma consequência do nosso estado de espírito. No meu caso, como escrevo o que sinto, é fácil dizer como eu estava no momento em que escrevia o livro.

b) Descrevo a minha escrita como o reflexo da minha pessoa. Acho que todos os escritores escrevem o que sentem e sentem o que escrevem. Escrita sem sentimento é tinta no papel.

c) Penso que a minha escrita é o reflexo da minha história de vida. Tudo o que eu vivo, sinto, vejo e sonho, escrevo. A escrita é uma arte. Um quadro bonito é um quadro que foi feito num período belo, um livro bonito é um livro que foi escrito num período belo.

Entrevistador: Sente que a escrita é um dom ou algo que se adquire?

Sophia:

a) Sem dúvida eu aprendi a escrever lendo, logo adquiri o conhecimento através de outros autores que adquiriram o seu conhecimento de outros autores e de tudo o que viam. A escrita não é algo genético é algo que se aprende. Ler é fundamental para se aprender a escrever.

b) A escrita é um dom que se adquire. Desenhar é um dom que se adquire. Falar é um dom que se adquire. A escrita está em todos nós, temos é que desenvolvê-la.

c) Claro que o dom de escrever adquire-se. Tudo o que sabemos deve-se ao que vemos, ouvimos, sentimos. A escrita é uma arte e um artista é aquele que faz e vê arte.

Entrevistador: Qual a sua opinião sobre a literatura? Evoluiu?

Sophia:

a) Como sempre aconteceu,  a literatura tem vindo a inovar-se e superar-se.
 Autores como Agustina Bessa Luís, Eugénio de Andrade, António Ramos Rosa, José Craveirinha inovam e renovam a forma dos portugueses lerem.

b) Penso que a escrita tem vindo a evoluir. As pessoas mudam, evoluem. A escrita muda, evolui. A escrita é o pensamento escrito, nunca é igual.

c) O mundo muda, a escrita muda. No entanto, há autores que inovam e outros que não. É dificil avaliar a literatura portuguesa mas, no geral, acho que está em constante evolução.

Entrevistador: O que pensa da criação de filmes a partir de livros?

Sophia:

a) É bom que as pessoas que não lêem, tenham contacto com a mensagem dos livros. Talvez essa seja a melhor virtude desse movimento. No entanto, não se pode ter a mesma mensagem  de um livro num filme pois já não é a nossa imaginação que cria as personagens nem os locais.

b) Ler um livro desenvolve e enriquece intelectualmente. Num filme não se pode ter a mesma mensagem de um livro, até porque um livro demora mais que 3 horas a ler, um filme menos do que isso.

c) Do ponto de vista de divulgação de um livro é interessante. Embora tenha essa virtude, nada substitui um livro. Ao ler um livro estamos a pensar na sua mensagem, mas ao ver um filme não estamos com tanta atenção a essa mensagem e estamos com maior atenção aos acontecimentos actores e imagem.

Entrevistador: Qual foi o livro que lhe deu mais prazer a escrever?

Sophia:

a) Talvez " O Cavaleiro da Dinamarca". Esse foi um livro que me deu especial prazer pois é rico em pequenas histórias que o meu avô me contou. Também por ser o tipo de enredo que gosto pois uma viagem é sempre algo de especial. Foi uma história que fiz para os meus filhos, talvez também por isso. Nada me dá mais prazer do que fazer as pessoas que gosto felizes e este livro foi dos que os meus filhos me pediam mais para ler e reler por tanto gostarem dele.

b) Gostei de escrever o livro " A Menina do Mar" por ser um livro um tanto fantasioso. Eu sempre gostei de tudo o que era relacionado com o mar e o oceano. Os meus filhos é que me pediram para escrever esta história, foi bom saber que eles gostavam de ouvir os contos que eu lhes contava. Isso inspirou-me...

c) Não tenho um livro " favorito". Gosto de escrever poesia mas é difícil especificar o livro que mais gostei de escrever.

Entrevistador: Qual foi a parte da sua vida que mais a inspirou?

Sophia:

A) Foi definitivamente a infância. Quando se é criança sonha-se,  sente-se vive-se, tudo é mais puro e verdadeiro. É nesse período que ouvimos contos e lendas, é um período de inspiração.

b) A Adolescência foi um período onde tinha que enfrentar muitos desafios e por isso tinha que pensar, pensar muito. Daí vem a grande parte da inspiração poética. Foi talvez o período chave da minha vida. A adolescência é o berço de todos os amores.

c) Acho que toda a minha vida foi uma grande inspiração para mim. Os vários períodos fizeram com que eu escrevesse vários tipos de textos e poesia. A variedade é tudo.

Entrevistador: A nossa entrevista acaba aqui... Gostava de voltar a encontrá-la brevemente.

Sophia:

a) Obrigada. Adeus

b) Obrigada, igualmente

c) Boa  tarde e obrigada por tudo

  

fontes: SPA autores, acedido em 16/02/2007: http://www.spautores.pt/revista.aspx?idContent=107&idCat=104

sinto-me:
Palavras-Chave:
publicado por bio_x às 14:49
link do post | comentar | favorito
1 comentário:
De Pedro Moreira a 17 de Fevereiro de 2007 às 21:11
Muito engraçado eu escolhia as hipóteses a) a) b) a) c) b) a)
boa ideia

Comentar post

.mais sobre mim
.Abril 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
27
28
29
30
.arquivos
.posts recentes

. Recomeço

. Blog premiado com uma men...

. Recordações e Agradecimen...

. Foto do Grupo - O último ...

. Para nós Sophia é...

. Puzzle

. Entrevista a Maria Angéli...

. Durante a reportagem...

. Reportagem no Jardim Botâ...

. Sophia, na Grécia

. Sophia na TV

. Poema de Sophia sobre um ...

. O Cavaleiro da Dinamarca ...

. Anúncio - Video

. Cartaz | Anúncio Publicit...

. Sugestão de Capa | Lombad...

. BD - A História do Cavale...

. Percurso do Cavaleiro da ...

. Cavaleiro - Qual o signif...

. O Jardim Botânico do Port...

. Entrevista ao Cavaleiro d...

. Reportagem - Sophia no Po...

. TV

. Análise da escrita de Sop...

. Árvore Geneológica de Sop...

. Para Sophia de ...

. Os olhos de sophia

. Entrevista imaginária nº ...

. Logotipo que criámos para...

. O grupo Bio_X... Pequenos...

.Palavras-Chave

. actividade

. análise da escrita de sophia

. anúncio

. anúncio video

. árvore geneológica

. bd cavaleiro

. biografia

. botânico

. capa cav aleiro da dinamarca

. cartaz

. casa onde nasceu sophia

. cavaleiro

. classificação

. cronologia breve sophia mello breyner vi

. dia do mar

. entrevista nº 2

. escrito

. foto do grupo

. grafismo

. grécia

. grego

. grupo bio_x

. historial

. homenagem

. imaginária entrevista

. jardim botânico

. jardim botânico do porto

. joão henrique

. livro escolhido

. mar sonoro

. menção honrosa

. naquele tempo

. opiniões de personalidades

. percurso

. personagens

. poesia

. promessa

. puzzle

. sophia

. sophia de mello

. todas as tags

.pesquisar
 
Novidades
Puzzle
Entrevista
Reportagem
.subscrever feeds